Tendência: Jardins Verticais Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades - Pra Quem Tem Estilo

Post Top Ad

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Tendência: Jardins Verticais Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades



É impossível falar de tendências no paisagismo sem citar os jardins verticais. As paredes verdes estão presentes em diversos países e já provaram que não estão apenas de passagem, mas que vieram para ficar.  
Os jardins verticais melhoram a estética da cidade e encantam aos olhos de todos que têm o prazer de admirá-los. Mas suas principais funções são muito mais nobres, pois contribuem para a qualidade de vida no planeta, já que ajudam na redução dos poluentes do entorno, aumentam a umidade do ar e colaboram até na reciclagem de alguns gases tóxicos, entre tantos outros benefícios.
Existem jardins verticais inspiradores espalhados por todo o mundo e que impressionam em diversos quesitos, como o bem que proporcionam para o meio ambiente, estética, criatividade, dimensão e variedade de espécies.

Vantagens do uso dos jardins verticais
     Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades
     Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades
  • Efeito na temperatura interna das edificações – O uso em fachada age como tipo de isolante térmico, mantendo o ar em temperatura ambiente entre folhagem e a alvenaria, reduz a amplitude térmica dos ambientes internos, a quantidade de folhagem influencia diretamente na temperatura do edifício, pois, o ganho de temperatura por radiação solar, por ondas longas e por convecção também é reduzido; 
  • Controle da Umidade – A cobertura vegetal transforma numa barreira contra a umidade excessiva de inverno, pois as folhas fazem um tipo de bloqueio para que a água da chuva não entre em contato com a alvenaria. 
  • Conservação da alvenaria – E alguns casos, a cobertura vegetal serve como proteção, deixando a deterioração da alvenaria consideravelmente mais lenta que uma parede exposta às intempéries; há um discursão sobre esse item, mas também dependerá do tipo de trepadeira utilizada;
  • Controle da poluição – Retêm partículas de poeiras do ar, essas partículas de poeiras são acumuladas na superfície das folhas (mas podem ser rebatidas ou retiradas com o movimento do vento ou das chuvas), oxigenam o ambiente, também como fixadores de gás carbônico, além de absorverem metais pesados das águas das chuvas.
  •  Retenção de água da chuva – O jardim vertical auxilia na drenagem das águas das chuvas além de purificar essa água;
  • Redução das ilhas de calor – Os jardins verticais, além de reduzir a amplitude térmica, atuam como minimizador das ilhas de calor, que são muito comuns nas grandes cidades;
  • Redução de ruídos externos – a flora serve como isolante sonoro do meio externo para o meio interno;
  • Baixa Manutenção – o fato de ter uma estrutura adaptada, as raízes ficam protegidas do aquecimento no solo, a rega pode ser automatizada;
  •  Valoração da paisagem e estética urbana - uma ótima opção para modelar os espaços urbanos com jardins verticais, principalmente onde está impossibilitada o plantio de árvores por falta de espaço horizontal. As mudanças sazonais ficam mais interessantes de acordo com a vegetação inserida e com o desabroche das flores de cores. Destaca o espaço urbano dos demais, melhorando o visual e maior valor estético da área;
 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades


  • Benéfico à biodiversidade – Os Jardins verticais também servem de abrigo para vários insetos, como borboletas, mariposas e aves, e, usufruir a proteção para construir seus ninhos e casulos (necessário um estudo específico e pode exigir uma estrutura (bebedouros, casinhas para abrigar ninhos) especial para o tipo das espécies desejada).
·Poda dos galhos que crescem a áreas indesejáveis;

· Limpeza diária da área para evitar acúmulo de folhas;

·As trepadeiras, as raízes exigem solos férteis, úmidos e protegidos dos raios solares;

·Irrigação - custo com águas em período de estiagem (de acordo com as espécies escolhidas);

· A altura de algumas não ultrapassa 30m (inserir em floreiras de sacadas e supridas por nutrientes adicionais).


 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades


A seguir confira alguns jardins verticais urbanos

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades



Resultado de imagem para jardins verticais urbanos ia Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidadesnternacionais

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

Resultado de imagem para jardins verticais urbanos internacionaisa Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

Resultado de imagem para jardins verticais urbanos intea Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidadesrnacionais

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades



Resultado de imagem para jardins verticais urbanos internacionais

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades



 Tendência: Jardins Verticais  Urbano - uma oportunidade para as nossas cidades

As possibilidades de se implementar jardins verticais são imensas. Aproveitar esta ideia exige, entretanto, não só se conscientizar das oportunidades, mas também dos seus limites. Jardins verticais representam potenciais para reduzir os impactos da urbanização sobre o meio ambiente e uma oportunidade de melhorar o clima urbano. No entanto, medidas neste sentido necessitam de uma ampla discussão, pois os jardins verticais são apenas um, embora importante, componente nas estratégias de melhoria da qualidade de vida urbana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também: