Manacá da Serra Anão – Tibouchina mutabilis “Nana” - Pra Quem Tem Estilo

Post Top Ad

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Manacá da Serra Anão – Tibouchina mutabilis “Nana”

Manaca da Serra Anao - Tibouchina mutabilis Nana

Árvore, pertence à família Melastomaceae, nativa do Brasil, perene, até 3 metros de altura.
Folhas lanceoladas, pilosas, verde-escuras e com nervuras longitudinais paralelas.
Flores grandes, duráveis, com cinco pétalas e quando surgem, apresentam coloração branca, em seguida assumem um tom rosa, até amadurecer completamente e ficar com a cor violeta. Surgem no inverno e atraemabelhas.
Em paisagismo é usada isolada em meio à gramados, em grupos formando maciços em, jardins, praças e calçadas; também cultivada em vasos.
O Manacá da Serra Anão é uma planta precoce, podendo iniciar a floração com meio metro de altura.
.
Cuidados com o Manacá da Serra Anão
Clima: Tropical, Tropical de altitude, Tropical úmido. Não tolera geadas.
Cultivada a pleno sol, em solo fértil, rico em matéria orgânica, enriquecido com farinha de osso, drenado e mantido úmido.
Recomenda-se fazer podas de limpeza, removendo galhos secos e doentes após o outono. Para formar uma arvoreta, fazer podas de formação.
Adubar com esterco de gado bem curtido ou composto orgânico, misturados com farinha de osso no fim do verão.
Multiplica-se por alporque e estaquia de ramo. Seu crescimento é rápido.

O meu olhar está sempre buscando por paisagens maravilhosas. É um hábitoConheça o Manacá-da-serra(Tibouchina mutabilis), esta árvore nativa do Brasil com tronco curto, que atinge entre 2 e 4 m de altura
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário