Servir pizza para os convidados do casamento está virando moda - Pra Quem Tem Estilo

Post Top Ad

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Servir pizza para os convidados do casamento está virando moda

Casais jovens e que buscam opção mais descolada para a comemoração são o perfil dessa novidade apontada por profissionais para 2018

Da Gazeta do Povo:

Recentemente até o casamento real fugiu do tradicional: no lugar de sentar para um jantar formal, os convidados ficaram em pé e degustaram preparos no estilo chamado de finger food. “Festas menos padronizadas e cada vez mais com a cara dos noivos são uma das maiores tendências no mercado de casamentos”, afirma a organizadora de casamentos que atua na cidade de São Paulo, Priscila Bettencourt.

Pizza de muçarela servida em casamento em Curitiba. Foto: Neura Alves Fotografia.

Quanto o assunto é o menu, novas opções surgem como alternativas mais baratas e atuais: crepes, churrasco, café colonial e, por que não, rodízios de pizza? André Rocha, que trabalha com buffets de casamento pela plataforma GetNinjas, observou que, entre 2016 e 2017, o aumento do número de casais que escolheram servir pizza em seus casamentos foi de, pelo menos, 300%. “Trabalho com diversas opções de buffet, mas a grande tendência tem sido mesmo a pizza”, afirma. A especialidade italiana é a grande aposta do profissional para as festas desse ano: “2018 é o ano da pizza em casamentos”. Ainda segundo André, a tendência é recente e se popularizou na cidade de São Paulo nos últimos três anos. “Por aqui, já temos diversas empresas especializadas nesse nicho.”
O custo mais baixo, a preferência por comemorações mais alternativas e descoladas e até mesmo o gosto dos noivos pela pizza são os principais fatores que contribuem para essa escolha. De acordo com os profissionais, casais que optam por oferecer um rodízio de pizza irão gastar, no mínimo, a metade dos que os que oferecem um buffet tradicional. “Hoje as comemorações estão menos tradicionais e mais descontraídas. E a pizza é perfeita para esse perfil de festa”, observa Priscila.
Em Curitiba, um movimento semelhante já começa a ser observado, ainda que de forma mais tímida. Algumas festas trazem um buffet mais alternativo, como o de crepe francês ou o café colonial. O rodízio de pizzas em casamentos também começa a chegar por aqui. “Servir pizza em casamentos foi visto por muito tempo com preconceito, mas isso tem mudado. Em 2016, atendemos 20 festas de casamentos e, em 2017, esse número subiu para 40.”, conta Diogo Gonçalves dos Santos, sócio da Domínio da Pizza, empresa que trabalha há quatro anos com esse nicho.
Para as festas, o sistema é diferenciado: começa com entradas – como saladas, focaccias ou brusquetas – depois são servidas as pizzas salgadas, que costumam ser de massa mais fina e com recheios mais sofisticados, e, para encerrar: as pizzas doces. Além disso, os noivos podem incluir opções de massa integral ou sem glúten, para atender a todos os convidados. O valor varia, em média, entre R$ 30 e R$ 50 por pessoa.
Fugir das opções de buffet tradicional é o que buscam alguns casais na hora de escolher o cardápio da festa. Foi o caso de Pedro Luiz de Almeida e Evelise de Almeida, que casaram no mês de maio, em Curitiba. “Sempre brincávamos que quando casássemos iriamos servir pizza porque é o nosso prato preferido. Quando começamos os preparativos queríamos fazer uma celebração que tivesse a nossa cara e fugisse do ‘padrão’ dos casamentos.”
Pedro conta que não conhecia ninguém que tivesse feito essa opção e que as primeiras referências vieram de fotos do Pinterest de casamentos americanos. “No final, todos os convidados adoraram, tanto pela variedade de cardápio quanto pelo fator de ser algo diferente. Isso trouxe um ar de mais descontração, mas sem aquela cara de ‘rodizio’ de fim de semana: ficou descontraído, mas sem perder a elegância da ocasião.”

O casal Pedro e Evelise: economia, gosto pela pizza e vontade de fazer algo diferente foram decisivos para escolherem o rodízio para a festa em Curitiba. Foto: Neura Alves Fotografia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também: