As 10 profissões mais comuns entre psicopatas e por quê - Pra Quem Tem Estilo

Post Top Ad

quarta-feira, 23 de maio de 2018

As 10 profissões mais comuns entre psicopatas e por quê

Em entrevista ao Business Insider, o autor Kevin Dutton citou as dez profissões mais comuns entre eles e explicou o motivo 

Resultado de imagem para Psicopata Americano
Cena do filme Psicopata Americano.


Eles são bons em tomar decisões sob pressão e a agir rapidamente, mas não têm sucesso em profissões empáticas, como enfermagem


A ideia que normalmente se tem de psicopatas são de personagens caricatos de filmes e livros, que cometem crimes e assassinatos, como, por exemplo, Hannibal Lecter. A realidade, entretanto, é diferente. Segundo o DSM-5, sigla para Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, pessoas com uma personalidade psicopata são definidas por ter um senso inflado e grandioso de si mesmos, além de uma capacidade de manipular as pessoas. Isso significa, em outras palavras, que eles vivem em sociedade como pessoas comuns, mas ainda possuem traços que os distinguem.

“Psicopatas funcionais usam sua personalidade carismática, imparcial e inflexível para serem bem-sucedidos na sociedade”, disse Dutton em entrevista ao Business Insider. É difícil dizer precisamente quem possui esses traços, mas, por meio das profissões que escolhem para exercer, é possível ter uma ideia, segundo o psicólogo.


Kevin Dutton listou as dez profissões que mais têm psicopatas e explicou por que eles as escolhem:

CEOs

Estudos mostram que a “resiliência ao caos” é uma característica comum em psicopatas. Essa característica representa não só a capacidade dos psicopatas de manter a calma e uma postura fria mesmo sob estresse, mas também a de, eventualmente, criar conflitos e intrigas que acabem por valorizá-los perante os demais. Algumas pessoas usam essa característica para subir na carreira e chegar ao topo, como pode ser o caso de CEOs.

Advogados

No livro Confessions of a Sociopath: A Life Spent Hiding in Plain Sight (em tradução livre para o português, “Confissões de um Sociopata: Uma Vida às Escondidas”), a autora M. E. Thomas, que se declara uma sociopata, afirma que essa característica a ajudou a ser uma advogada melhor.
Outra advogada, a norte-americana Ruth Lee Johnson, disse em entrevista que características como autoconfiança, frieza e “falso charme”, comum em psicopatas, podem ajudar advogados, mas que é simplista dizer que somente elas são suficientes.

Apresentadores de TV e rádio

Alguns psicopatas também têm o narcisismo como uma característica forte. Para empregos que pedem foco e atenção do público, caso de apresentadores, ela pode ser útil: fica fácil ter maior autoconfiança e manter a calma mesmo durante a exposição.
Vendedores
O desejo incansável de ganhar mais dinheiro, autopromoção e incapacidade de trabalhar em equipe são traços comuns e que ajudam vendedores – de todas as áreas. São também, mostram estudos, traços de psicopatas: todos esses traços representam alta inteligência emocional, muito comum entre essas pessoas.

Cirurgiões

Um estudo publicado no The Journal of The Royal College of Surgeons da Inglaterra mostrou que cirurgiões, por terem que tomar decisões difíceis todos os dias, são “imunes” ao estresse e pontuam mais alto que os demais médicos e profissionais da saúde na escala de psicopatia.

Jornalistas

Todas as características que são vantajosas no jornalismo também são comuns em psicopatas: atenção e foco, charme, capacidade de ser cruel quando necessário e de manipular outras pessoas para obter respostas. Ao lidar com prazos estritos e ter a urgência de obter informações, essas características são indispensáveis.

Policiais

Lidar de maneira calma e fria em situações intensas e perigosas é uma habilidade indispensável para policiais, que sempre mantêm a calma e conseguem não se deixar afetar por problemas externos. Essas, como as outras, são características comuns a psicopatas.

Pessoas do clero

Padres, sacerdotes, bispos e profissionais do clero são manipuladores e conseguem convencer outras pessoas a acreditar em informações e a terem justificativas para todas as suas ações. É um trabalho de persuasão, segundo Dutton, para o qual os psicopatas têm especial aptidão.

Chefes de cozinha

O ambiente em cozinhas de restaurantes é de muita pressão, correria e dificuldades – não à toa, o reality show de Gordon Ramsay recebeu o nome Hell’s Kitchen. Ainda assim, os chefes sempre saem por cima e conseguem crescer e prosperar nesse caos.

Funcionários públicos

Essa está entre as dez carreiras mais populares entre psicopatas, apontam dados do governo britânico. Características como inteligência rápida e lógica, falta de sentimentos pelos outros e a capacidade de mantar a ordem caracterizam essas pessoas.

Fonte: Gazeta do Povo


Nenhum comentário:

Postar um comentário